Morre trans abandonada em incêndio em clínica cirúrgica

Lorena Muniz, do Recife, tinha viajado a São Paulo para colocar silicone nos seios

Publicado em 21/02/2021
lorena muniz morta trans silicone
De acordo com marido de Luana, ela estava sedada no pós-operatório quando fogo começou

Morreu neste domingo 21 Lorena Muniz, que estava internada no Hospital das Clínicas, em São Paulo. Ela mora no Recife e tinha viajado ao estado paulista para colocar silicone nos seios.

Curta o Guia Gay no Instagram

O caso de Lorena chamou atenção na imprensa na quarta-feira 17 quando ela foi abandonada na sala de clínica de estética no centro da capital, durante incêndio.

Segundo o comunicador Washington Barbosa, marido de Luana, ela havia acabado de passar por cirurgia para colocar próteses de silicone e estava sedada no momento em que o incêndio começou.

O ar condicionado teria pegado fogo e os funcionários correram para fora deixando Luana sozinha. Ela teria ficado ao menos sete minutos inconsciente e inalando fumança antes de ser retirada do local.

Desde então, Luana estava internada em estado grave e hoje teve morte cerebral declarada.

O casal mora no Recife e Luana se deslocou a São Paulo especialmente para esta operação.

Equipes da deputada estadual Erica Malunguinho (Psol) e da vereadora Erika Hilton (Psol) - ambas transexuais e, respectivamente, do Estado e da capital paulista - se mobilizaram para prestar assistência ao caso, incluindo o deslocamento de Washington a São Paulo, no sábado 20.


Parceiros:Lisbon Gay Circuit Porto Gay Circuit
© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.