Só 2.748 usam a PrEP no Brasil. Há medicamento para mais 4,2 mil

Gays e homens bi são 78,9% dos usuários; trans, 2,5% no total

Publicado em 14/08/2018
PrEP: gays são os que mais usam a profilaxia contra o HIV no Brasil
Comprimido é uma combinação de dois antirretrovirais

Desde janeiro deste ano, a Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP) está disponível gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Curta o Guia Gay Floripa no Facebook

Segundo o Ministério da Saúde, até junho a PrEP, tratamento que evita infecção por HIV, foi prescrita mais de 6 mil vezes e 2.748 pessoas haviam iniciado a profilaxia em 38 serviços de 22 cidades.

Podem conseguir o medicamento somente as populações vulneráveis - homens que fazem sexo com homens, pessoas trans, trabalhadoras do sexo e casais sorodiscordantes.

Gays e outros homens que fazem sexo com homens são os que mais começaram a usar a PrEP com 78,9% do total. Dentre LGBT, os outros subgrupos foram mulheres transexuais (1,8%), travestis (0,4%) e homens trans (0,3%)

De acordo com a pasta, 77% das pessoas sob PrEP reportaram ter mais de 12 anos de estudo formal.

O desafio é que a profilaxia chegue às populações mais vulneráveis, como gays de baixa escolaridade, pessoas trans e trabalhadoras do sexo.

O investimento inicial do governo foi de R$ 8,6 milhões para aquisição de 3,6 milhões de comprimidos a fim de atender à demanda no primeiro ano. Hà medicamento para 7 mil pessoas. Portanto, existem ainda vagas para cerca de 4,2 mil pacientes. 

A PrEP (também conhecida pelo nome comercial de Truvada) é uma combinação de dois antirretrovirais (os mesmos medicamentos que quem já tem HIV toma), tenofovir e emtricitabina.

A eficácia, segundo estudos, chega a 99%, desde que tomados diariamente. Os órgãos de saúde pedem que o uso do preservativo não seja abadonado.

Gays e homens bissexuais na faixa de 15 a 24 estão dentre os grupos nos quais a infecção pelo vírus HIV mais aumenta no Brasil.

Para saber mais sobre o tratamento e onde pegar, acesse o site do Departamento de IST/Aids e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde. 


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.