Série sobre gay com paralisia cerebral terá muitas cenas de sexo

'Special', da Netflix, é baseada em livro de Ryan O'Connell e estrelada por ele

Publicado em 29/03/2019
Ryan O'Connell: série sobre gay com paralisia cerebral, Special terá cenas de sexo gay reais
'Eu quero mostrar o sexo gay de uma forma muito precisa e humana', disse O'Connell

Special, série sobre um gay com paralisia cerebral, não poupará as cenas de sexo entre homens. 

Curta o Guia Gay Floripa no Facebook

Ao menos é o que garante Ryan O'Connell, roterista da atração e autor do livro autobiográfico em que se baseia a série, I'm Special: And Other Lies We Tell Ourselves (Sou especial: E outras mentiras que contamos a nós mesmos).

Produzida pelo ator Jim Parsons e distribuída pela Netflix, a série fala desse homem que mente para conseguir um estágio dizendo que sofre com sequelas de um atropelamento.

Ao site Vulture, O'Connell, que também interpreta o protagonista, disse que acredita ser importante fazer uma representação precisa do sexo gay na grande mídia.

"Eu tinha uma imagem muito clara do que eu queria que aquela cena de sexo parecesse, e minha diretora Anna Dokoza e eu estávamos sempre na mesma página”, explicou ele sobre uma sequência que envolve seu personagem perdendo a virgindade com um profissional do sexo.

"Estou tão frustrado com a falta de representação do sexo gay na TV e no cinema, como em Me Chame pelo Seu Nome, quando eles se mudam para a lua", reclamou.

"Eu estava tipo, 'você está brincando comigo? Este filme tem mais sexo hétero e mais sexo de fruta do que sexo gay de verdade'", comentou sobre o longa ganhador do Oscar de melhor roteiro adaptado, em 2018.

"Eu quero mostrar o sexo gay de uma forma muito precisa e humana", disse. "E então eu sabia que com essa cena de sexo, não haveria nada para a lua! Nós íamos ver como o sexo gay é feito. Eu queria que isso parecesse real."

Ele lembrou que a cena em questão era "provavelmente a parte mais difícil” para ele filmar, mas que acabou sendo um dos seus “dias favoritos no set” graças a Brian Jordan Alvarez, que estava atuando junto com ele.

Segundo o ator e roteirista, se a série fizer sucesso, haverá uma segunda temporada e com mais sequências de sexo.

"Na segunda temporada, eu quero mostrar muito mais sexo gay. Tudo vai ter que servir à história, mas eu quero normalizar o sexo gay, e eu quero mostrar diferentes sabores de sexo gay além de um Queer As Folk pornô", ele continuou.

"Eu acho que é o que prejudica os homens gays. Estamos muito hipersexualizados e presumimos que transamos como coelhos. Também é uma coisa muito intensa e emocional para nós."

Special terá oito episódios de 15 minutos cada e estará disponível no Netflix a partir de 12 de abril.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.