Memória de uma Epidemia: Imagens da Aids e Mídia


Exposição virtual relembra os 40 anos do HIV que já foi chamado de 'peste gay', dos grupos organizados e desafios do presente.

Com curadoria de Remom Matheus Bortolozzi e Matheus Emílio Pereira da Silva e direção artística de Bruno O. e Uno Vulpo, a mostra é composta por quatro fragmentos que serão lançados em momentos distintos, perpassando os seguintes temas: as imagens da aids e mídia, a luta da sociedade organizada e dos coletivos de solidariedade, as respostas públicas e os aprendizados no enfrentamento à epidemia e as produções estéticas do HIV/Aids.

O primeiro fragmento "Imagens da aids e mídia" mergulha em memórias das representações da aids na mídia ao longo de quatro décadas de uma epidemia anunciada pela imprensa à sociedade brasileira, antes mesmo da notificação dos primeiros casos de infecção no País.

Apesar das primeiras notícias estigmatizarem pessoas e comunidades, logo identificadas como os rostos da aids, foi também por meio da imprensa que essas comunidades denunciaram e aprenderam a criar imagens alternativas de si. Por meio de jornais, revistas, boletins e mídias digitais, a exposição aborda essas mudanças nas caras do HIV/Aids, tratando as ondas de conservadorismo, apagamentos, críticas, resistências e a emergência do orgulho positivo.

Organizada pelo Museu da Diversidade Sexual de São Paulo, em parceria com o Acervo Bajubá e a Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOLGBT-SP), a exposição é inspirada no tema da 25ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo deste ano, "HIV/Aids: Ame + Cuide + Viva +".

  Evento em 03/08/2021Google Arts and Culture
   00h01 até 23h59 - 25/06 a 31/08 - Todos os dias da semana.
Parceiros:Lisbon Gay Circuit Porto Gay Circuit
© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.