Cantora lésbica Ellen Joyce Loo morre após cair de prédio

Declaração da irmã da artista dá a entender que ela cometeu suicídio

Publicado em 06/08/2018
Cantora lésbica Ellen Joyce Loo comete suicídio em Hong Kong
Elle Joyce Loo sofria de bipolaridade e era casada com uma diretora de fotografia

A cantora lésbica Ellen Joyce Loo morreu queda do apartamento onde morava na área de Happy Valley, em Hong Kong, no domingo 5.

Curta o Guia Gay Floripa no Facebook

A polícia não trata a morte como suspeita. Segundo alguns sites, há indícios de que Ellen, de 32 anos, tenha se suicidado.

A artista nasceu em Toronto, no Canadá, mas foi para Hong Kong aos quatro anos e lá se tornou um nome bastante popular no cenário musical.

A irmão da cantora publicou nas redes sociais: "Nos últimos anos, ela vem travando uma dura batalha, enfrentando doenças emocionais, transtorno bipolar. Hoje ela escolheu sair, esperamos que ela esteja em outro mundo e esteja segura".

Ellen sofria de transtorno bipolar diagnosticado em 2013.

"Também queremos que todos se lembrem de sua bravura", continuou a irmã. "A bipolaridade é terrível, e Lu kai-tung (nome chinês da cantora) tem sido corajosa o suficiente para combater esta doença de muitas maneiras diferentes, incluindo a saída. Espero que sua experiência ajude muitas pessoas com os mesmos problemas."

Ellen assumiu-se lésbica no ano passado durante um discurso no Golden Melody Awards, de Taiwan, falando de sua esposa, a diretora de fotografia Fisher Yu.

"Eu tenho que agradecer a minha esposa. Tenho que agradecê-la por tornar minha vida mais completa. Eu sei que o mundo é imperfeito, minha música é imperfeita, eu mesmo não sou perfeita, mas com você, quem precisa de perfeição? Obrigada", disse na ocasião.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.